This page needs JavaScript activated to work.
Menu

Personalidades

O Savoy sempre atraiu as pessoas mais importantes, mais deslumbrantes e mais glamourosas de todo o mundo, que compartilham este maravilhoso espaço com uma clientela menos conhecida, animada em frequentar os mesmos restaurantes, bares e salões que as celebridades mencionadas diariamente nos jornais e revistas. É bem verdade que nem todos os hóspedes notáveis do Savoy são glamourosos ou imediatamente reconhecíveis. Os exemplos a seguir são apenas algumas das muitas personalidades extraordinárias que passaram pelo Savoy ao longo da sua história.

A festa da gôndola

O senhor corpulento vestindo trajes sóbrios que atravessava o salão de entrada do Savoy teria passado despercebido se não fosse George Kessler, o milionário americano que adorava dar festas extravagantes. Ele entrou para a história do Savoy com a festa da gôndola em julho de 1905. Neste evento lendário, o pátio central do hotel da época serviu de palco para uma enorme gôndola com mesa de jantar e espaço para 24 pessoas. Um espelho d’água foi criado no pátio para dar a sensação de estar no Grande Canal de Veneza. Garçons e convidados atravessavam uma ponte criada especialmente para ir do hotel à gôndola. Enrico Caruso, o maior tenor da época, garantiu o entretenimento do evento e, no fim do jantar, um filhote de elefante cruzou a ponte para levar um bolo majestoso aos convidados.

Luzes! Câmera! Ação!

Uma noite em 1920, um discreto homem de meia-idade chegou ao Thames Foyer. Tratava-se do escritor H. G. Wells, que viera assistir às filmagens de algumas cenas da adaptação de um dos seus romances mais famosos, Kipps (1905). À primeira vista, nem os atores nem a equipe técnica reconheceram o autor, que se sentou em um canto parcialmente escondido atrás de um vaso de planta. O filme Kipps (1921) tem a peculiaridade de ser o primeiro de muitos filmes e séries televisivas gravados no Savoy.

Espírito valente

Margot Asquith, condessa de Oxford, socialite e autora, mudou-se para o Savoy após sua casa londrina ser atingida pelos bombardeios da Segunda Guerra Mundial. Alta e chamativa, ela usava um vestido branco de gala com cauda e botas de couro todas as noites para o jantar. Lady Oxford não quis buscar refúgio no abrigo antiaéreo durante os alertas, por isso era vista com frequência no Thames Foyer tarde da noite, conversando e jogando bridge com quem fosse corajoso suficiente para juntar-se a ela.

O show de Truman

Em meados dos anos 1950, o 33º presidente dos Estados Unidos, já afastado do cargo, foi enviado à Europa pela nova administração em uma missão investigativa oficial. Ao chegar no Savoy, Harry S. Truman e sua esposa instalaram-se em uma suíte no quinto andar, enquanto sua equipe de secretários, encarregada da grande quantidade de correspondências que recebia, ocupou uma suíte no quarto andar. Ainda que com uma agenda cheia de compromissos profissionais, o ex-presidente desfrutou de uma estadia tranquila no Savoy.

Carlitos

Não se pode dizer o mesmo do comediante e diretor Charlie Chaplin. Seu icônico personagem “vagabundo” era tão famoso que era difícil reconhecer o ator sem o bigode, a maquiagem e o chapéu-coco característicos do personagem. Chaplin chegou ao Savoy com sua família em 1952 para uma estadia de três meses. Embora o hotel estivesse cercado de fãs empolgados praticamente o tempo inteiro, era fácil para Chaplin sair do hotel sem ser notado e revisitar os lugares favoritos da sua infância. O ator chegou a se infiltrar uma ou duas vezes na multidão que entoava seu nome com alegria. Geralmente, demorava um pouco até que alguém conseguisse reconhecê-lo, bem ali no meio dos curiosos.

Talvez você também goste

Kaspar's at The Savoy

A origem dos produtos é a protagonista dos menus do Kaspar’s at The Savoy, cujos…

Thames Foyer

Considerado o coração do hotel, o restaurante Thames Foyer é um magnífico átrio …

Personality Suite River View

Batizadas em homenagem a alguns dos hóspedes mais famosos do Savoy, estas impres…